PUBLICIDADE fael 12.03

Editorial

Chuva de denúncias

A seleção de professores para a educação chamou a atenção em mais um ano durante o governo Ico. As cenas pareciam se repetir: filas para entrega de currículos, ausência de transparência nos resultados, manifestação na Câmara de Vereadores e mais denúncias de vereadores sobre caso.
Segundo o vereador Dagberto Reis, em seu perfil nas redes sociais, a empresa contratada levará aproximadamente dez milhões de reais no período de seis meses. Já o vereador Marco Monteiro protocolou denúncia no Tribunal de Contas do Estado alegando que a contratação seria irregular, ferindo os princípios da administração pública pois a contratação da empresa não foi precedida por uma Licitação.
A educação municipal chama mais uma vez a atenção e causa transtornos às vésperas de outro ano letivo, deixando crianças, pais e professores num mar de incertezas. O assunto tem sido evitado por algumas lideranças do Executivo e fica o questionamento no ar se a contratação desta empresa foi, de fato, uma decisão com apoio político.

Por: - 24/02/2018 às 0:00

 

Deixe seu comentário