PUBLICIDADE faculdade Fael

Saúde

O perigo dos pernilongos

Com a alternância de chuva e calor eles se multiplicam

Com os dias quentes e períodos de chuvas que se somaram neste verão de 2018, o santanense deve tomar muito cuidado com os mosquitos. Além do famoso aedes aegypti, que pode infectar com a dengue e outras doenças, os pernilongos comuns também causam preocupação. Geralmente, quem é picado por pernilongos ou “muriçocas” fica com a região na pele vermelha e irritada.

A coceira é fruto de uma reação alérgica e de defesa do nosso organismo contra a picada do do inseto. Quando um pernilongo nos pica, um pouco de sua saliva, contendo anestésicos, anticoagulantes e outras substâncias, é injetada em nossa pele. Imediatamente, nosso sistema imunológico entra em ação e liberam “histamina” e outros agentes de defesa para combater a invasão. A histamina eleva a circulação de sangue no local, o que deixa a pele vermelha e inchada, mas também aumenta a presença de células protetoras no local. Só que um efeito desagradável da histamina é a coceira. O pior é que, ao coçar a “feridinha”, a pessoa pode infeccionar o local com bactérias presentes nas unhas.  

Para casos mais graves o santanense deve procurar um Posto de Saúde ou dependendo dos casos o Pronto Socorro.

 

Por: Administrador - 14/02/2018 às 0:00

 

Deixe seu comentário