PUBLICIDADE faculdade Fael

Sociedade

Um carnaval sem samba

Carnavalescos lamentam falta de investimento na festa

O tema já vem chamando a atenção da opinião pública desde dezembro de 2017. Nesta semana, o carnavalesco e colunista do Jornal A Plateia, Edis Elgarte, escreveu em sua Coluna Bastidores sobre o tema chamando a administração municipal para debater o caso.

Segundo ele, “as escolas se auto-organizam e, principalmente, auto-financiam o Projeto de Carnaval, gastando, em Livramento, atualmente, em média de R$ 60 a R$ 70 mil todos os anos. Dinheiro arrecadado em seus eventos e nas doações de seus diretores e integrantes. No máximo, quando sai carnaval, as escolas recebem uma pequena ajuda de custo da Prefeitura de Livramento, correspondente a 15% ou 20% do valor que gastam – e que não é repassado quando não há desfile. Os carnavalescos de Livramento já se preparam para curtir o carnaval – e gastar – nas cidades vizinhas, com certeza ajudando assim no custeio da saúde, da educação, da estrutura urbana, enfim, desses municípios”.
Uma informação importante é que com e medida da Justiça, encaminhada pelo Ministério Público Estadual, as Escolas de Samba estão limitadas aos seus ensaios em respeito à vizinhança, sem ensaios, a comunidade carnavalesca se vê ainda mais prejudicada na organização e montagem de festas de carnavais. Há quem planeje um protesto e uma movimentação para chamar a atenção para a ausência do carnaval popular em 2018, restando aos Clubes Tradicionais a “folia” para a semana de festas na Fronteira.

Teatro no Sábado 

Neste próximo sábado, 27 de janeiro, Livramento recebe o teatro na Sala Cultural. A companhia de Bruno Rodrigues estará encenando às 16 horas, a peça infantil: “A Pequena Sereia”, uma peça voltada principalmente para o público infantil. A segunda peça será apresentada às 20 horas, e tem por título: “Não tá fácil pra ninguém!”.
O valor do ingresso: R$ 10,00 (dez reais). Apoio: Prefeitura Municipal de Santana do Livramento. Secretaria Municipal de Cultura, Esporte e Lazer.

 

Por: sociedade@jornalaplateia.com - 26/01/2018 às 0:00

 

Deixe seu comentário