PUBLICIDADE faculdade Fael

Editorial

Para Cézar o que é de Cézar

Livramento começa o ano com mais uma notícia positiva. Nesta semana a Vigilância Sanitária anuncia a criação do primeiro censo canino da história de Livramento, tudo graças ao trabalho dos agentes e dos coordenadores que tiveram a ideia, proatividade e dedicação em ir um pouco além das suas funções e fazer em paralelo o preenchimento de um vasto questionário com a comunidade.
O censo é completo e lista a população de cães e gatos na cidade, além dos domésticos, os semi-domiciliados e os de rua, que representam pouca porcentagem no total dos registros. A ideia é que os números não fiquem apenas no papel, mas que vão além e sejam analisados pelas autoridades com o fito de elaborar projetos de conscientização, controle de doenças, controle populacional e quem sabe um abrigo ou canil estruturado.
O coordenador Leonardo Chuy, grande responsável pela construção da ideia e do censo está de parabéns e merece total crédito pelo resultado. O trabalho em equipe e liderança ficaram evidentes e mostram que um servidor público pode ir além do que a sua mesa de trabalho. O servidor deve pensar, criar e procurar formas de tornar a máquina pública mais eficiente e eficaz. O trabalho e o resultado desse censo canino tem muito a contribuir com secretarias de meio ambiente, veterinários, voluntários e outros que desejem usar os números.

 

Por: Administrador - 18/01/2018 às 0:00

 

Deixe seu comentário