PUBLICIDADE faculdade Fael

Editorial

A felicidade não tem preço

A edição de hoje traça a história de um músico incomum. Walter mostrou que não é preciso muito para ser feliz e distribuir felicidade, mesmo aos desconhecidos. Dentro de um ônibus ele canta e toca sua gaita e diverte pessoas que, muitas vezes, voltam de um dia de trabalho ruim, cansativo e estressante e com a música, tudo fica mais leve.
Mas não são apenas nossos sentimentos que são tocados pelos sons. Nossas experiências sensitivas também. O ritmo tem o poder de mudar muitas características como batimentos cardíacos, pressão sanguínea, pressão arterial e a velocidade do metabolismo.
As emoções mudam com a música, a prova disso foi a emoção vivida pela internauta ao gravar e publicar o vídeo elogiando a atitude do gaiteiro que resolveu alegrar o dia de alguns passageiros.
Estudos comprovam que a música tem forte poder de influencia, inclusive de algo bem ou mal. A música boa, positiva e alegre agrupa e alivia a tensão. Foi exatamente o caminho percorrido pelo gaiteiro ao fazer o bem.
A medicina e outros métodos usam a música como sistema terapêutico e já mostraram o seu poder. Para o seu Walter a música tem sido terapia e santo remédio há mais de 40 anos e, além de hobby, tem levado alegria e diversão para centenas de santanenses que há dez anos acompanham a música do gaiteiro da Vila Soares.

Por: - 17/01/2018 às 0:00

 

Deixe seu comentário