PUBLICIDADE

Política

A Santa Casa em números

Veja o quanto o Troco Solidário ajudou a única instituição que atende pelo Sus na cidade e quais foram os serviços prestados ao longo do ano

Já faz quase quinze dias que o ano de 2017 terminou. Mas as instituições ainda estão fazendo uma avaliação do ano que passou e apresentando os resultados aos santanenses. Nesta semana, a Santa Casa de Misericórdia fez um balanço de como foi o primeiro ano de Administração do Hospital, depois da posse do prefeito Ico Charopen.
Em uma nota divulgada pela Direção Geral da Santa Casa, a primeira coisa destacada foi um agradecimento às empresas que viabilizam o Troco Solidário. “A Direção e funcionários da Santa Casa agradecem aos colaboradores que, através de sua doação ajudaram e continuam ajudando na reforma, aquisição de equipamentos e consertos de diversos itens importantes no dia a dia do hospital”, dizia na nota.
Ao todo, em 2017, O Troco Solidário somou mais de R$113 mil. “Começamos em fevereiro com o conserto do arco cirúrgico, depois a melhoria no piso e escadas, reforma e pintura de quartos, aquisição de novos aparelhos que auxiliam nos atendimentos de urgência no Pronto Socorro, UTI e Maternidade, e agora estamos iniciando a reforma de vários quartos, tudo com a sua colaboração através do Troco Solidário”, contou o diretor administrativo, Wainer Machado.
Wainer falou à Reportagem do jornal A Plateia sobre a importância de uma moeda e que ela faz muita diferença para a Santa Casa. “Também agradecemos, mais uma vez, à direção e funcionários das empresas parceiras, sem as quais não chegaríamos até você, que é uma peça especial nesta corrente, pois são doadores anônimos, cuja ação é muito importante na ajuda que chega até a nossa Santa Casa. Também vai um registro muito especial aos funcionários que são Caixas dessas empresas, eles são os nossos porta-vozes e ouvidores, porque através deles é que a sua moeda chega até nós. São eles que ouvem o sim e o não, e também ouvem as suas reclamações. Por isso, muito obrigado pela dedicação e parceria e saibam que vamos continuar trabalhando com muita dedicação para melhor atender e satisfazer nosso usuário e assim reduzir as reclamações”, finalizou.
No ano passado, a Santa Casa de Misericórdia realizou 5.649 internações, sendo 4.537 pelo Sistema Único de Saúde (Sus). Além disso, foram realizados 2.443 cirurgias, sendo 960 urgências, 1 de emergência e 1.482 cirurgias eletivas. No Pronto Socorro, 34.703 atendimentos foram prestados para a população, sendo 34.164 pelo Sus, o que representa 98,4%.

Righi .................................... R$ 74.322,33
Recofran ............................. R$ 18.154,79
Panvel................................... R$ 17.670,36
Super 300 ........................... R$ 3.246,62

Total ................................... R$ 113.394,10

Por: Rodrigo Evaldt - rodrigo@jornalaplateia.com - 13/01/2018 às 0:00

 

Deixe seu comentário