PUBLICIDADE

Editorial

Queremos gastar $$ no Brasil

Tem gente com medo de que os Free-Shops acabem com o comércio varejista de interior. O medo de que grandes lojas, franquias e empresários mudem o cenário é até justo, mas em cada adversidade, é possível encontrar uma saída. Pensar negativamente vai contra o desenvolvimento para toda a comunidade. Os varejistas “pequenos” podem se remodelar e encontrar um público e mercadorias que para a “concorrência” pode não se apresentar interessante.
Outra questão que levantou interesse com a declaração foi o porquê de tanto silêncio e só agora, às vésperas de se instalar oficialmente os Free-Shops, os questionamentos apareceram. O caso vai além do progresso, do investimento e da modernidade, os bastidores podem revelar interesse ou movimento político que talvez poucos saibam.
Rapidamente, logo após a declaração do presidente Vitor Koch, entidades e empresários se uniram para emitir uma declaração em defesa dos free-shops. A defesa fala em economia e valorização do comércio de fronteira. Outro argumento que chamou a atenção foi: “A fronteira enfrenta uma dura concorrência do lado de lá, especialmente das cidades que já possuem lojas francas e, assim, conseguem atrair compradores que deveriam estar gastando seu dinheiro do lado brasileiro”.
A hora é nossa! Queremos gastar dinheiro no Brasil!

Por: - 12/01/2018 às 0:00

 

Deixe seu comentário