PUBLICIDADE

Editorial

Recuperando um tempo perdido

2018 começou, mas ainda tem gente com o pé em 2017, ou melhor, a cabeça. Depois de um ano de crises, greves e muitas paralisações na rede pública de ensino, agora é tempo de recuperar aulas. Em Livramento serão centenas de alunos passando o verão dentro da sala de aula.
Não houve alternativa, depois das greves dos professores, a hora agora é de sentar e refletir, estudar e planejar. Algumas escolas terão aula até o mês de abril, já iniciado o ano letivo de 2018, uma situação complicada para um ano que promete ainda surpreender quando se fala de José Ivo Sartori.


O ano de eleição será decisivo para o governador do PMDB que se tornou impopular pela falta de promessas e ações consideradas duras para a saúde, educação e segurança. Se o governador queria pensar em reeleição ele pensou mal em atingir penosamente os setores mais frágeis e importantes de uma comunidade.


Agora em 2018, depois de um ano de enfretamentos, todos pagam: alunos, professores e diretores, com exceção dos políticos que já estão pensado na carreira e nas “promessas” para 2019. Se o atual governador não quis prometer nada e fez o que fez...o que esperar para uma reeleição?

Por: - 04/01/2018 às 0:00

 

Deixe seu comentário