PUBLICIDADE

Editorial

Por que sempre nos chocamos?

A terça-feira amanheceu diante de uma cena curiosa. Dois carros da Polícia Federal pararam na frente da Câmara de Vereadores para uma missão no gabinete do vereador Melado. A cada dia agentes políticos são apontados em investigações do Ministério Público ou Polícia Federal, mas quando o fato acontece perto ele parece chocar ainda mais.
Quando os grandes noticiários revelam escândalos, muitos fatos parecem até ficção, o fato de ontem, incomum em Livramento, além de surpreender, também provoca curiosidade sobre o acontecido. O possível envolvimento de um agente político em crimes choca justamente porque ele é um representante do povo e se espera uma postura correta e livre de condutas à margem da Lei. O que se faz salutar, todavia, é esclarecer que os fatos ainda não chegaram a um julgamento final, eles são fatos investigados e a participação de cada um será avaliada e apontada pela justiça.
Já faz tempo que o caso do transporte escolar vem tomando espaço na mídia e a ação da Polícia Federal reforçou uma denúncia levada por um então fiscal do transporte, muitos o julgaram louco, mas os fatos da manhã de terça-feira e a própria declaração da Assessoria de Comunicação da Polícia Federal corroborou uma boa parte das suas declarações. O caso segue agora para depoimentos e a comunidade santanense espera, em breve, o resultado final de mais esta operação policial.

Por: - 22/11/2017 às 0:00

 

Deixe seu comentário