Política

Câmara abre mão de mais R$ 100 mil para que o Executivo use na Santa Casa

O assunto deve ser referendado no plenário João Goulart. Na prática, o valor deve ser retido pela Administração - que repassará para a instituição através de prestação de serviços

O prefeito Ico Charopen (PDT) garantiu o apoio da Câmara de Vereadores de Sant’Ana do livramento, na manhã dessa quinta-feira (09). Em reunião realizada no gabinete da presidência, os 17 vereadores autorizaram que o Executivo Municipal retenha R$100 mil para destinar à Santa Casa de Misericórdia, através da prestação de serviços que a instituição presta ao Município.
Na prática, é mais uma ajuda que o Legislativo Municipal dá à Administração em virtude da situação financeira da Santa Casa. Essa prática começou a ser adotada logo no início da intervenção realizada pelo Governo, em julho de 2016. Com esse aporte ao Executivo, o legislativo já soma R$400 mil só em 2017, em apoio à instituição financeira.

Apoio iniciado na Mesa

Em entrevista ao jornal A Plateia, após a reunião, a presidente da Câmara disse que já havia tratado sobre o assunto com a Mesa Diretora. “Como presidente da Casa eu não tomo posições sozinha, nem posso. Primeiro me reuni com a Mesa, com o jurídico e com o diretor da Casa e, após, com todos os vereadores. Foi decidido esse aporte para que seja usado na Santa Casa. Essa reunião, nessa quinta, serviu para formalizar esse aporte para a Santa Casa”, disse ela.
A parlamentar disse que sabe que não é a solução, mas enfatizou que a Câmara está fazendo a sua parte. “Sabemos que não é a solução, mas é o que podemos fazer na condição de vereadores e representantes do Povo. Não poderíamos ficar omissos e alheios. Agradecemos aos funcionários da Santa Casa por trabalharem sem receber, o que é muito difícil, sabemos do esforço que eles fazem para atender a população santanense”, finalizou ela.

Economicidade

O vice-presidente da Câmara, vereador Carlos Nilo (PP) lembrou que o Poder Legislativo Municipal efetuou vários pregões durante o ano. “Esses cinco pregões realizados em 2017, durante a gestão da vereadora Maria Helena Duarte, geraram uma grande  economicidade para a Câmara Vereadores, o que nos facilitou e possibilitou com que a gente devolvesse esses R$400 mil, ao longo do ano para o Executivo, que encaminha para a Santa Casa”, explicou.

Oposição chancelou

O vereador Aquiles Pires  (PT) destacou que é um movimento que envolve a situação e a oposição em uma posição só.  “Tenho que agradecer a presidente e toda a Mesa  Diretora pelo esforço e pela sensibilidade de chamar o prefeito e firmar o compromisso com o Executivo de destinar esse recurso aos trabalhadores do Hospital Santa Casa. Uma instituição não sobrevive com um salário minguado, dois meses de atraso, 11 vales-alimentação por pagar, e sem vale-transporte. Os trabalhadores chegaram ao extremo e não tem mais como aguentar. Ou se resolve a situação deles, ou não haverá mais condições psicológicas e de sobrevivência”, falou. O vereador Aquiles Pires  (PT) destacou que é um movimento que envolve a situação e a oposição em uma posição só.  “Tenho que agradecer a presidente e toda a Mesa  Diretora pelo esforço e pela sensibilidade de chamar o prefeito e firmar o compromisso com o Executivo de destinar esse recurso aos trabalhadores do Hospital Santa Casa. Uma instituição não sobrevive com um salário minguado, dois meses de atraso, 11 vales-alimentação por pagar, e sem vale-transporte. Os trabalhadores chegaram ao extremo e não tem mais como aguentar. Ou se resolve a situação deles, ou não haverá mais condições psicológicas e de sobrevivência”, falou. O parlamentar destacou que, durante a reunião, iniciou um movimento para que, junto ao Governo do Estado, seja feita uma pressão política para ser colocado os recursos atrasados em dia.

 Prefeito agradeceu o ato

Ao jornal A Plateia o prefeito Ico Charopen (PDT) falou da importância do ato. “Eu cumprimento os vereadores pela sensibilidade de  terem feito esse acordo  em um momento de dificuldade da Santa Casa, do Poder Executivo - estamos vivendo os piores meses da arrecadação, que está caindo a cada mês. Abrir mão desses recursos, em benefício do Hospital, é uma coisa de se enaltecer”, disse o prefeito. Ressaltando que, quando as forças vivas se unem, consegue-se resolver os problemas.

Situação da Santa Casa

Segundo o diretor administrativo da Santa Casa de Misericórdia, Wainer Machado, os problemas de pagamento se dão devido ao atraso do Estado. “Estamos com dois meses do Estado atrasado, que dá R$768 mil, poderíamos pagar quase uma folha. ´No mês passado, devido a paralisação dos médicos, nós não recebemos R$140 mil da União”, disse.
Wainer aproveitou para falar que a prestação de contas geral e das doações estão disponíveis no site . “Hoje nós contamos e agradecemos pela população que repassa valores através do troco solidário nos supermercados Righi, Recofran e 300. Além disso contamos com o Troco Amigo, da Panvel”, ressaltou ele.
Wainer destacou ainda que a comunidade quer ajudar, citando o Grupo Alegria, que está realizando um jantar no próximo dia 14 de outubro, no Clube Cruzeiro do Sul, onde o dinheiro arrecadado será encaminhado aos trabalhadores da insituição santanense que estão com os salários atrasados.

 

Por: Rodrigo Evaldt - rodrigo@jornalaplateia.com - 10/11/2017 às 0:00

 

Deixe seu comentário