Bastidores

Mirando o futuro

Tem sido marcada por uma grande sensação de entusiasmo o trabalho que vem sendo desenvolvido em conjunto pela Secretaria e pelo Conselho Municipal de Turismo, especialmente após a eleição que reestruturou a entidade e elegeu o visionário empresário João Gabriel Hillal para a presidência. O secretário Calico Grisolia e o novo presidente do Conselho possuem uma amizade de longa data e, principalmente, uma compreensão semelhante sobre a importância do turismo para a economia e o desenvolvimento social da fronteira. Isso vem resultando em um planejamento ousado e em ações concretas de construção de um ambiente coletivo otimista em relação ao futuro desse segmento em Livramento e região.

Escambo de qualificação

Em viagem à cidade de Santiago, atendendo pedido para compartilhar a experiência na mobilização comunitária em torno da defesa dos direitos e da inclusão de pessoas com autismo, o vereador Carlos Nilo Pintos acabou tendo uma grata surpresa política: encontrou naquele município um dos diretórios mais fortes e estruturados de seu partido em todo o Estado. O partido ocupa 9 das 13 cadeiras na Câmara de Vereadores e há anos não sabe o que é perder eleição em Santiago, onde vem implantando um projeto de gestão que “é o sonho de qualquer cidadão”, segundo Nilo. Ele já confirmou que vai ajudar na organização e realização de uma edição dos seminários “Todo Autista é Único” em Santiago e ficou feliz com a promessa de progressistas daquela cidade de também compartilharem a experiência de gestão do partido com os correligionários e a comunidade santanense, quando houver oportunidade.

Cata-faixa

Com a resolução do Contran que define multas para pedestres e ciclistas que infringirem leis de  conduta no trânsito a partir de abril do ano que vem já tem gente cobrando - corretamente - a demarcação de pelo menos uma faixa de segurança para pedestres em cada rua da cidade. 

Pressão

Lideranças dos municípios contemplados pela Lei que autoriza abertura de free shops nas cidades gêmeas já começam a discutir “ações mais fortes” para pressionar a Receita Federal, caso o sistema não seja definitivamente liberado no mês de dezembro, conforme se espera.

Por: ediselgarte@jornalaplateia.com | WhatsApp (55) 84296522 - 01/11/2017 às 0:00

 

Deixe seu comentário