Geral

Um novo olhar sobre a fronteira

Jornalistas especializados em turismo e agentes do setor estão em Santana do Livramento para conhecer as potencialidades da região. No dia de ontem o grupo participou de inúmeras atividades entre elas o Passeio da Ferradura dos Vinhedos

O Grupo Verde Plaza juntamente com a agência de turismo Corticeiras estão realizando desde ontem uma FamTur com jornalistas, agentes e pessoas ligadas ao trade turístico vindas de diversas partes do estado e também do país.
O grupo que é formado por cerca de 15 pessoas chegou ontem pela manhã no município onde foi recebido com um café da manhã no Hotel Verde Plaza e recepcionado pelas proprietárias da agência Corticeiras, Viviane Maciel de Ávila e Vera Reis, que apresentaram um vídeo com as potencialidades do município. 
Logo após o café, foi realizado um citytour pelo Centro Histórico de Santana do Livramento passando por prédios antigos que contam sobre o passado dos fronteiriços. Em seguida, já na Prefeitura Municipal eles foram recebidos pelo prefeito Ico Charopen que lhes deu as boas-vindas.
O que mais chamou a atenção dos convidados num primeiro momento foi a imponência dos casarões que cercam a Praça General Osório, assim como a beleza da Igreja Matriz. Como destacou o fotógrafo do Jornal Cidade Sorriso que é especializado em turismo. “A cidade é linda, e essa arquitetura belíssima. Temos que ajudar a divulgar este roteiro porque muitas pessoas apenas vem a Livramento por causa de Rivera. Então cabe a nós ajudar na divulgação para que os visitantes possam saber que aqui existem outras opções de passeio e entretenimento” destacou.

Nos trilhos do passado

A próxima parada foi na antiga Estação Férrea, hoje Estação Cultural que guarda em suas grossas paredes pedaços da história ferroviária do Rio Grande do Sul através de mapas e fotografias antigas. No local a guia Vera Reis se encarregou de mostrar aos visitantes as fotos históricas que ajudam a montar o quebra-cabeça do nosso passado. Já na parte superior do prédio foi a vez dos convidados viajarem no tempo até, aproximadamente, 1835 a 1845, período que aconteceu a revolução farroupilha. Tudo por conta do museu David Canabarro que além de um retrato do general, guarda objetos e memórias de nossa fronteira. No lado de fora o grupo aproveitou para tirar fotos na plataforma de embarque relembrando velhos tempos.

Tempos de Ferro e Fogo

Parada obrigatória do grupo foi na Casa de David Canabarro, situada na avenida Vinte e Quatro de Maio. No local, estão sepultados os restos mortais do general que ficou marcado na história como uma figura controversa, misto de vilão e herói. A jornalista Cris Azevedo, colaboradora do Blog Café Viagem, que no ano passado participou de um projeto jornalístico que visitou todos os lugares onde aconteceram os principais fatos da Revolução Farroupilha ficou impressionada com o que viu, ainda mais por se tratar de um personagem tão importante para nossa história. “Realmente este local é maravilhoso, não somente pela construção, mas também pela sua importância histórica. A gente vem em Livramento e Rivera e acaba não conhecendo esses lugares. Acredito que tenha que existir mais divulgação porque, sem dúvida, é um roteiro muito bom” disse.

Ferradura dos Vinhedos

Ainda pela manhã o grupo visitou o Cerro do Marco onde pode registrar belas imagens da fronteira. Em seguida aconteceu um almoço festivo no restaurante Gree Palace e logo a tarde o destino foi a Ferradura dos Vinhedos.
Como primeira parada a vinícola Almadén que hoje é considerada como uma das maiores produtoras de vinho do Brasil, com cerca de aproximadamente 3 milhões de litros ano.
Na propriedade o
grupo pode realizar uma visitação ao parrerais e degustar a produção de vinhos da empresa.

A próxima parada foi na Vinícola Cordilheira de Sant’ana do Livramento que só pela sua localização aos pés do Cerro de Palomas já é um atrativo a mais aos nossos olhos. Na propriedade, os convidados puderam conhecer toda a linha de produção da vinícola além de se encantar com a paisagem que parece “cena de filme” ao ponto de alguém suspirar baixinho  e dizer: “Que maravilha”.

Ouro de Santana

Já ao cair da tarde que apesar de cinzenta deu um tom charmoso para o passeio, foi a vez dos jornalistas serem recepcionados pela OlivoPampa e conhecer os excelentes azeites produzidos na região. Os proprietários Fernando e Sibele fizeram as honras e apresentaram o processo produtivo desde a colheita até  a produção oleícola.

A hora do café

Para encerrar um dia de intensas atividades o grupo ainda participou de um Café Campeiro servido pela família Perez na região do Passo do Guedes. E para fechar a noite com chave de ouro os jornalistas foram convidados para um jantar e para conhecer o Cassino de Rivera. As atividades seguem no dia de hoje com mais programações especiais.

Por: Matias Moura - matiasmoura@jornalaplateia.com - 13/09/2017 às 10:56

 

Deixe seu comentário