Jornal A Plateia - Livramento/RS. Notícia - Dupla santanense fica entre as 10 melhores da Final Nacional de Paleteada

Pesquisar

 

Rural

Rural

Dupla santanense fica entre as 10 melhores da Final Nacional de Paleteada

A Grande final do evento aconteceu na tarde de ontem e entre as 15 melhores duplas do Brasil estão três santanenses, Michele Machado, Tiago Teixeira e Walter Marques Neto

Encerrou por volta das 17h30 de ontem a Final Nacional de Paleteada 2017 dentro da programação da Raça Crioula na 40ª Expointer. Uma prova bastante disputada e com alto nível do dificuldade que exige tanto dos ginetes quanto dos cavalos um desempenho uniforme.
Durante as diversas classificatórias que aconteceram durante todo o ano em várias cidades do Brasil, 60 duplas conseguiram o passaporte para disputar a prova em Esteio. Como já era de esperar a final da prova que aconteceu na tarde de ontem manteve um alto padrão técnico, sendo que três santanenses figuraram entre as 15 duplas premiadas.
O ginete Walter Marques Neto que montou o cavalo Grunido, da Santa Gertrudes, esteve formando dupla com Dilamar Machado que montou o cavalo Entonado, da Santa Gertrudes, ficando na 11º colocação.
Já a dupla Michele Machado, montando Retiro do Pai Passo e Tiago Texeira, com Retorno do Pai Passo conquistaram a 10ª colocação ficando entre as dez melhores duplas do Brasil na Modalidade de Paleteada.  Os campeões da prova foram Rodrigo Rivero montando o cavalo Camb Lança 311 e Guinter de Quadros Camb Lança 376.
Para Michele Machado só o fato de ter ficado entre as 10 melhores duplas da final foi um grande resultado principalmente pelo alto nível dos competidores. “Todos os anos a gente vem tentando, e agora conseguimos ficar entre as 10 melhores duplas. Sem dúvida, isso é uma grande felicidade para nós. A gente virou a prova em sexto lugar, mas tivemos um pequeno erro na última corrida e isso faz parte. Mesmo assim estamos muito felizes”.

Final do Freio Jovem

A programação da raça crioula continua hoje, e a amanhã será a Final Nacional do Freio Jovem do ciclo 2017. A expectativa para a prova, organizada pela Associação Brasileira de Criadores de Cavalos Crioulos (ABCCC), é muito boa devido ao alto nível apresentado pelos conjuntos nas classificatórias. O grupo de avaliadores será formado por Daniel Rossato, Fernando Horst, Thiago Persici, Rodrigo Py, Roither Barzan e Renato Morrone. Uma das novidades deste ano é o aumento no número de vagas para a grande final das categorias infantis (Infantil A e B, Feminino e Masculino), que antes era de oito e agora passa a ser de doze.
A coordenadora da Comissão Jovem da ABCCC, Maria Eduarda Martins, destaca que houve um aumento significativo na qualidade das provas, com participantes que já vêm mostrando a evolução do trabalho realizado de maneira responsável há várias edições. Salienta que, neste ano, ocorrerá uma reunião sobre o novo regulamento do bem-estar animal e de todas as diretrizes que estão sendo aplicadas no Freio de Ouro e que também irão valer para o Freio Jovem. “O Freio Jovem hoje em dia representa um início para aqueles que sonham em se tornar ginetes profissionais ou que sonham com o Freio de Ouro. É uma porta de entrada, um palco que tem visibilidade e credibilidade, uma prova que vem crescendo e que temos buscado, em parceria com os núcleos que realizam as etapas durante o ciclo, tornar a prova um parâmetro de comparação tanto quanto é o Freio de Ouro”, observa.

Por: Matias Moura - matiasmoura@jornalaplateia.com - 01/09/2017 às 9:35

 

Deixe seu comentário

Pesquisar