Jornal A Plateia - Livramento/RS. Notícia - Workshop Binacional debate questões do setor arrozeiro

Pesquisar

 

Rural

Rural

Workshop Binacional debate questões do setor arrozeiro

Evento aconteceu no IFISUL e reuniu produtores e técnicos para falar sobre a produção do grão, a sua qualidade, diversidade e uso gastronômico

O IV Festival Binacional de Enogastronomia que iniciou no dia 26 de julho e encerra no próximo domingo (6), propôs dentro de sua programação vários encontros, palestras e seminários em diversas áreas para envolver todos os  que estão ligados direta ou indiretamente na gastronomia e no turismo, foco principal do evento. Desde que  começou o festival demostrou um grande crescimento em sua estrutura e organização levando conhecimento e novas experiências aos participantes.
Dentro desta proposta, foi realizado na quinta-feira (3) um Workshop Binacional com o tema “Arroz” – Alimento Básico: Qualidade, Diversidade e uso Gastronômico. O evento que aconteceu no auditório do Instituto Federal Sul-riograndense contou com a presença de produtores, técnicos e especialistas para discutir o cultivo dos grãos e sua importância tanto para a gastronomia quanto para a economia.
O engenheiro agrônomo e arrozeiro, José Antônio Tati da Silva, representante do conselho deliberativo do IRGA (Instituto Rio-grandense do Arroz) pela cidade de Livramento, destacou que o evento teve uma importância significativa para toda a cadeia envolvida na produção orizícola. “Este evento foi muito importante para destacar que, ao contrário do que popularmente é dito, que o arroz é um grão que pertence às classes menos favorecidas, porque nós acreditamos que o arroz é um produto essencial de excelência que faz parte do nosso dia a dia e deve ser tratado como tal “disse.

Livramento tem produção de arroz acima da média

O produtor destacou ainda que o evento, além de trazer conhecimento, abordou temas relativamente importantes como a questão comercial do produto e da lavoura além de mostrar os benefícios que o grãos de arroz traz para a alimentação. Segundo o engenheiro agrônomo, hoje, Livramento possui em torno de 10 a 11 mil hectares de arroz plantados, neste ano sobretudo tivemos um incremento de produtividade onde atingimos perto de 8 mil kg colhidos. Estamos evoluindo a orizicultura santanense pode-se dizer que está dentre as produções que são top dentro do Rio Grande do Sul” destacou.

O arroz nosso de cada dia

Já o produtor rural , Cláudio Escosteguy, destaca que o workshop trouxe uma visão do grão como alimento, não apenas da ótica como produto agrícola. Neste sentido o debate se desenvolveu a partir de uma visão mercadológica e gastronômica. “Nós analisamos aqui o arroz do ponto de vista do seu impacto na saúde humana analisando a sua qualidade e o uso gastronômico” disse.

Carreteiro gaúcho

Como não poderia ser diferente durante o encontro foi servido aos 150 participantes o nosso tradicional carreteiro gaúcho preparado pela equipe gastronômica do IRGA que veio especialmente de Porto Alegre para cozinhar no evento. O trio de cozinheiros, José Carlos Failace ,  Adenir Correa e Paulo Roberto Santos  preparou o prato com 40kg de carne e 20 kg de arroz , e mais os temperos tradicionais.

Por: Matias Moura- matiasmoura@jornalaplateia.com - 05/08/2017 às 11:43

 

Deixe seu comentário

Pesquisar