Jornal A Plateia - Livramento/RS. Notícia - Via de mão dupla

Pesquisar

 

Editorial

Editorial

Via de mão dupla

(Quase) tudo é via de mão dupla nessa vida. Na grande parte das vezes, as contrapartidas se fazem presentes como forma de apresentar um equilíbrio na ordem do cotidiano.
Estamos com a definição do uso binacional do aeroporto de Rivera, sendo que não apenas os uruguaios se beneficiaram, mas sobretudo os brasileiros, especialmente os santanenses que clamam por um transporte mais rápido para deslocamentos até a capital Porto Alegre. O que acaba proporcionando a potencial vinda de investidores e empreendedores que desejem apostar em nossa Fronteira.
Reconhecido o esforço político e empresarial do lado brasileiro para que o aeroporto riverense seja de uso binacional, de nada adiantaria se o governo uruguaio trancasse o pé. Gracias, hermanos!
Agora, a contrapartida: a Polícia Rodoviária Federal anuncia a inauguração, na semana que vem, de seu Centro de Treinamento, que, na realidade, será gerido por ela, mas para uso de todas as forças de segurança locais. Inclusive para os hermanos uruguaios, para suas forças que ficam do outro lado da linha divisória.
É a via de mão dupla! Antes a cooperação uruguaia para facilitar o desenvolvimento da Fronteira, agora, a cooperação brasileira para reforçar a qualificação das forças de segurança fronteiriças.
Assim caminhamos, porque, cedo ou tarde, essa via de mão dupla se faz  necessária.

Por: - 15/07/2017 às 10:19

 

Deixe seu comentário

Pesquisar