Jornal A Plateia - Livramento/RS. Notícia - Primeiros socorros: Caso seu cão leve uma picada de abelha

Pesquisar

 

Reino Animal

Reino animal

Primeiros socorros: Caso seu cão leve uma picada de abelha

Seu cão teve uma picada de abelha e não sabe o que fazer para aliviar sua dor?

Principalmente durante as épocas de calor ou em lugares com água abundante é normal notar a presença de abelhas e vespas por todas partes. Da mesma forma que podem nos atacar, também podem atacar nossos animais de estimação. Por isso é importante conhecer as medidas que devemos tomar caso isto aconteça.

Riscos

Uma picada de abelha pode causar no organismo do animal basicamente os mesmos enfrentados por nós humanos. Em um primeiro momento existe a dor causada pela entrada do ferrão e também pela ação do veneno da abelha no local da picada.

Mas o grande problema é quando este veneno causa uma reação alérgica no organismo do animal ou do humano. Não são todos os cachorros que vão apresentar uma reação alérgica em virtude da picada de um inseto. Mas existe uma grande chance que esta reação aconteça, e os donos precisam ficar atentos.

Primeiros socorros

1. Remova o ferrão.
No caso das abelhas, só as fêmeas podem picar, deixando o ferrão dentro da ferida e morrendo pouco depois. Use as unhas ou um pedaço rígido de papelão para forçar a retirada do ferrão. Se possível, evite usar pinças, pois pode forçar ainda mais veneno no filhote.
2. Alivie a dor.
É importante que durante a limpeza da parte afetada pela picada não esfregue, simplesmente lave com cuidado para evitar infecções. Uma mistura fraca de água e bicarbonato de sódio aplicado na área ajuda a aliviar a dor. (Um dos benefícios do bicarbonato é sua capacidade para aliviar as picadas de insetos, entre as quais se encontram as picadas de abelhas). Aplicar um cubo de gelo enrolado em uma toalha também ajuda na redução da dor e do inchaço.
3. Espere uma reação:
Alguns cães são alérgicos a picadas de abelhas ou vespas. Reações alérgicas podem ser fatais, então procure por sintomas como fraqueza, dificuldade na respiração ou inchaço na região da picada. Caso algum destes sintomas ocorra, ligue para o veterinário e explique a situação e diga que está a caminho.
4. Vá ao veterinário.
Se o seu cão estiver mostrando sinais de reação alérgica, foi picado várias vezes, ou foi picado na boca ou garganta, é preciso levá-lo ao veterinário imediatamente.
É impossível impedir que abelhas e vespas voem no jardim, mas é possível ajudar a prevenir picadas futuras mantendo o cão longe de flores, onde as abelhas adoram coletar pólen e néctar. Cheque em volta da casa e garanta que você não está sendo anfitrião de cachos de abelha e de ninho de vespas. Caso coloque armadilhas, certifique-se de colocar alto o suficiente para que animais e crianças não alcancem.
Por fim, cheque o pote de água dos animais regularmente. Abelhas e vespas podem se afogar lá, mas o ferrão ainda pode causar danos se o seu cão quiser fazer um lanche do inseto.
Pequenas medidas preventivas pode fazer uma grande diferença e prevenir emergências e contas gigantes do veterinário!
Fonte: Wamiz

Por: - 13/07/2017 às 9:49

 

Deixe seu comentário

Pesquisar