Jornal A Plateia - Livramento/RS. Notícia - Cerração baixa, sol que racha

Pesquisar

 

Geral

Geral

Cerração baixa, sol que racha

Saiba como se prevenir dos problemas de saúde causados pelas baixas temperaturas da manhã e a diferença à tarde

Faltam menos de dez dias para começar a época mais fria do ano. O inverno inicia à 01h24min do dia 21 de junho, porém em Sant’Ana do Livramento as temperatura baixas já chegaram.  Nessa quarta-feira, por  exemplo, a mínima registrada, na cidade, foi de 4°C de temperatura, às 4h47min.

Cerração
A manhã de quarta-feira (14) teve outro diferencial: uma forte neblina e cerração tomou conta do céu de cidade e do interior do Município. Para fotografias, conforme os registros da Reportagem do jornal A Plateia, é lindo. Mas, para a saúde, nem tanto.
Com todas essas mudanças repentinas no tempo, oJornal A Plateia buscou saber quais os cuidados que se deve tomar quanto às mudanças climáticas.

Entrevista
Na tarde de quarta-feira o otorrinolaringologista Telmo Athayde respondeu algumas perguntas frequentes sobre o tema.
Segundo ele, a cerração na Fronteira da Paz não chega a ser um problema para a saúde. “Como a cerração é um evento muito raro em nossa cidade, não tem problema para a saúde”, disse.

A gripe
O médico falou que as baixas temperaturas são propícias para desenvolver doenças relacionadas ao vírus da gripe. “A nossa mucosa do nariz e dos brônquios tem micro-cílios, que colocam a secreção para fora do nosso corpo. Contudo, com a chegada do inverno esses micro-cílios ficam mais lentos e fazem com que o vírus da gripe tenha mais tempo para agir e a nossa capacidade de defesa diminui”, explicou o médico.

Prevenção
De acordo com Telmo, um dos principais motivos da proliferação da gripe são os locais fechados com muitas pessoas. “O acúmulo de pessoas em ambiente fechado, por causa do frio, também faz com que a carga viral fique acumulada, por isso nós sempre devemos ventilar os espaços para que não tenhamos maiores problemas”, apontou ele.

Transmissão
O médico falou ainda sobre a transmissão inconsciente que as pessoas fazem do vírus. “Muitas vezes nós passamos a mão no nariz  fazendo com que o vírus que está no nosso nariz vá para a mão e, ao cumprimentar as pessoas, nós transmitimos a gripe à ela”, explicou.

A higiene, segundo ele, é uma das armas contra a transmissão do vírus.“É bom ressaltar que a higiene das mãos, com frequência, também é importante. Higiene da região nasal também é outra coisa importante”, destacou Telmo, ressaltando que pode-se usar os sprays nasais, mas tem que ser a base de soro fisiológico.

Outro ponto destacado pelo médico é a respeito da vacinação contra a gripe.
“A vacinação, embora muitas pessoas sejam contra, hoje, é o único recurso para que possamos nos prevenir, definitivamente, da gripe”, finalizou o médico.

Por: Rodrigo Evaldt - rodrigo@jornalaplateia.com - 15/06/2017 às 11:23

 

Deixe seu comentário

Pesquisar