Jornal A Plateia - Livramento/RS. Notícia - Um sonho em cada passo de dança

Pesquisar

 

Geral

Geral

Um sonho em cada passo de dança

DTG Lenço Branco grava para o Desafio Farroupilha 2017 da RBS em Campo Bom. Invernada adulta também participou do 19° Sarau de Arte Gaúcha do CTG M’Bororé com importante resultado

Peço ao leitor a devida licença para uma escrita poética e diferente, de uma história que só poderia ser contada com emoção, coragem e carinho, assim como a histório do próprio Rio Grande do Sul.

Há aproximadamente dois anos um jovem Patrão assumiu o comando do DTG (Departamento de Tradições Gaúchas) Lenço Branco do Clube Cruzeiro do Sul, em Livramento. Leonardo Soares, 28 anos, filho de Adriana Pedroso Soares e João Carlos da Rosa Soares, chegou de Porto Alegre à Fronteira disposto a fazer a diferença e viver o tradicionalismo na sua essência e na querência amada.

Ao lado de sua mãe Adriana, que já há muitos anos desenvolvia o trabalho como coordenadora de invernadas juvenis dentro do Clube Cruzeiro, Leonardo se tornou mais que um Patrão, ele foi antes de tudo um amigo para dezenas de jovens em busca de viver a cultura gaúcha focada não apenas em competições e disputas, mas no amor pela dança. Juntos, o novo elenco DTG Lenço Branco nasceu com veteranos da dança, jovens aprendizes, curiosos e sedentos por amor, amizade, compromisso real com a dança e, principalmente, com o prazer de viver e difundir a tradição do Rio Grande do Sul.

Com a retomada dos ensaios e formação do grupo, os jovens alimentaram o desejo em participar de saraus e competições de dança, muitas vezes instigados pelo exemplo de grandes grupos de danças tradicionais, como o Aldeia dos Anjos, Bocal de Prata e Tiarayú. Com os olhares fixos em vídeos e apresentações, a invernada aprendeu a admirar dançarinos e buscar na perfeição da dança de grandes grupos o exmplo de dedicação e esforço para o trabalho desenvolvido pelo DTG. Com muito empenho, o grupo de dança do DTG Lenço Branco começou a colecionar destaques e foi assim que surgiu a boa colocação no JuvEnart. Embora classificados, uma falha nos documentos deixou o grupo de fora e adiou mais um sonho do DTG. O desânimo tomou conta do grupo, muitos viram o esforço e as noites em claro de cansativos ensaios se tornaram pó.

O Patrão Leonardo se viu na missão de levantar novamente a alegria do grupo e mudar o foco para um novo objetivo. Foi nessa grande virada que o Patrão levou a ideia para o grupo participar do Desafio Farroupilha 2017. Ninguém quis dar muita atenção e foi nos braços da mãe Adriana que Leonardo encontrou fé para seguir com a ideia. O grupo não resistiu e logo todos compraram a ideia de participar do Desafio Farroupilha, um programa da RBS TV. “Quanto maior o desafio, maior o desejo de enfrentá-lo” diriam todos.

O grupo se organizou e logo começou a campanha para o Desafio Farroupilha. Gravaram vídeos, investiram em campanhas na internet e fizeram a inscrição. A primeira prova foi ficar entre os 20 grupos selecionados, depois era aguardar o voto popular.
Foram semanas de campanha e pedidos de votos. As rádios, jornais e a TV A Plateia prestaram grande apoio ao grupo, junto com boa parte da comunidade. Após dias de votação, o grupo venceu o segundo desafio e ficou entre os oito semi-finalistas como o segundo grupo mais votado pelo público. O resultado veio com a visita de César Oliveira e Rogério Melo ao Clube. A noite foi de grande surpresa para o grupo que pensou tratar-se apenas de uma gravação para o jornal da RBS.

Com o resultado, o grupo recebeu o próximo desafio: preparar uma música e coreografia para apresentação no dia 09 de junho e desenvolver um projeto cultural na cidade com o tema da cultura e do tradicionalismo. Foi exatamente um mês de projeto que envolveu invernadas mirins, jovens e adultas, além da diretoria do Clube e amigos do DTG.
A participação no programa de TV foi custeada totalmente por conta do grupo e foi preciso muito esforço e ajuda da comunidade para alugar um ônibus, comprar a comida e dinheiro para as despesas. O grupo vendeu pastéis, risoto, promoveu um ‘pedágio solidário” e contou ainda com a ajuda de algumas pessoas que contribuíram, individualmente, para a participação no desafio. “A gente não deixa ninguém para trás, se um não consegue a gente dá um jeito e tira até do próprio bolso, mas não deixamos ninguém para trás por falta de recursos. Somos uma família e a dificuldade financeira é o menor dos desafios” falou Adriana.

Depois de muita correria, muito trabalho e esforço, o grupo conseguiu apoio para a viagem. Obtiveram passagens com valores reduzidos até a cidade de Campo Bom e Novo Hamburgo, com a empresa Ouro e Prata. Dentro do desafio não só a invernada adulta participou do projeto, mas também se envolveram no trabalho as invernadas juvenis e mirins.
Vivendo toda esta emoção, o grupo ainda conseguiu espaço na agenda para ensaiar e participar das classificatórias para o Enart 2017. Com o apoio e incansável trabalho dos professores Alessandro Mendes, Franciele Mendes, Fernando Alviene e do coreógrafo da Casa Elber Fialho, além do esforço desumano da coordenadora Adriana Pedroso, o grupo conseguiu classificação para a Inter Regional do Enart 2017.

A viagem para a gravação do Desafio farroupilha em Campo Bom, no CTG M’Bororé foi ainda mais carregada de emoção para um grupo que unido pelo amor e tradição conseguia feitos grandiosos com apenas dois anos de estrada.
Em Novo Hamburgo, ao lado de Campo Bom, o grupo contou com a colaboração do DTG Camboatá que cedeu espaço para acomodações, banho e cozinha, ficando a 30 minutos do local onde seria gravado o Desafio Farroupilha. A gravação do programa da RBS aconteceu na própria sexta-feira (09) de junho no CTG M’Bororé que sediava também, no mesmo fim de semana, o 19° Sarau de Arte Gaúcha com danças, poesias e declamações. O DTG Lenço Branco foi o segundo grupo mais votado e, portanto, o segundo a se apresentar.

A gravação foi uma grande festa e contou, ao final, com um grande Baile de Integração sob o comando da dupla Cézar Oliveira e Rogério Melo. Ainda no sábado, dia 10 de junho, a invernada adulta participou ao vivo do Jornal do Almoço, diretamente do CTG M’Bororé.
Os desafios foram além do projeto e do próprio nome do programa. O grupo passou dificuldades em busca de apoio para a viagem e até de pessoas que não pareciam contentes com as vitórias do recente DTG. Movidos pelo amor e superação e focados apenas nos princípios do tradicionalismo, o grupo superou cada um e demonstrou ser mais que um grupo de dança ou DTG, é uma família que cultiva unida o amor pelo Rio Grande.

No Sarau do M’Bororé, o DTG Lenço Branco foi o único grupo a representar a 18ª região e fez uma belíssima apresentação ficando na 24ª posição de 30 invernadas adultas inscritas para o Sarau, o maior do estado depois do Enart.
Os próximos passos agora são os ensaios para a Inter Regional e aguardar o resultado da semifinal do Desafio Farroupilha, que será divulgado pela RBS em julho. O programa será exibido em formato de série no Jornal do Almoço em setembro.
Um dos lemas do DTG é: “o importante é aproveitar cada passo da dança”, portanto, independente do resultado a Família Lenço Branco já se considera uma vencedora com passos importantes em 2017.

Fique ligado!

A TV A Plateia, por meio da produção e direção da jornalistra Elis Regina, registrou toda a viagem do grupo e desafios durante os três dias de viagem em Campo Bom. Os bastidores da viagem, das gravações e da preparação para a apresentação em um dos maiores tablados de dança gaúcha do estado você confere na próxima semana pelo site www.tvaplateia.com.br.

Por: Elis Regina - redacao@jornalaplateia.com - 15/06/2017 às 11:08

 

Deixe seu comentário

Pesquisar