Jornal A Plateia - Livramento/RS. Notícia - CPI ouve ex-membros da diretoria do DAE

Pesquisar

 

Política

Política

CPI ouve ex-membros da diretoria do DAE

A Comissão esteve reunida na manhã de ontem para dar seguimento nas oitivas referentes aos fornecimento de água da autarquia à Santa Casa. Foram ouvidos: o ex-diretor Juliano Vallejo, o atual diretor operacional, Jânio Chipolino e o ex-procurador Gilbert Gisler

A Comissão Parlamentar de Inquérito completou um mês de trabalho, e atualmente encontra-se na fase das oitivas onde os parlamentares buscam convocar a presença de pessoas chave para o processo investigatório que foi aberto com o intuito de realizar uma profunda investigação no Hospital Santa Casa de Misericórdia.
Dentro desta proposta, a comissão vem trabalhando em duas linhas, uma investiga os contratos das empresas terceirizadas com a instituição e a outra, o relatório que foi elaborado pela empresa FUNDATEC.

A CPI, que tem como presidente o vereador Dagberto Reis e como relator Marco Monteiro, realizou na manhã de ontem mais uma reunião onde foram convocados os ex-diretores do DAE , João Carrets, Juliano Vallejo, Horácio Dávila, o ex-procurador da autarquia Gilbert Gisler, além do atual diretor operacional do DAE, Jânio Chipollino e ainda um dos executivos da Santa Casa de Misericórdia, Marco Aurélio Mariano .
Os depoentes foram convocados para prestar esclarecimentos sobre um poço artesiano existente no interior da Santa Casa que, segundo informações obtidas durante as reuniões da CPI, estaria sendo utilizado por uma das empresas terceirizadas, de forma gratuita. 
Por meio das investigações realizadas até agora pela Comissão Parlamentar de Inquérito, descobriu-se que existe uma questão judicial envolvendo o poço artesiano que autoriza a empresa a utilizá-lo. Este foi o motivo que levou os membros da CPI em convocar os depoentes para assim colher mais informações a respeito deste caso.

O primeiro a se pronunciar a respeito do tema, foi Gilbert Gilsler, que foi procurador da autarquia de 2009 a 2012 , sendo questionado sobre a existente do poço e sua utilização por parte da terceirizada .
Na sequência, os parlamentares ouviram Juliano Vallejo, que foi diretor do DAE, de novembro de 2015 até dezembro de 2016. Em sua fala, ele destacou que desempenhou a sua função da melhor maneira possível desde que assumiu a autarquia e que sabia da existência de um poço no hospital, desconhecendo outras questões relacionadas ao tema.
Já o atual diretor operacional do DAE, Jânio Chipollino, respondeu às questões formuladas pelos vereadores relativas à instalação de um hidrômetro no poço localizado dentro do hospital, sendo que a cobrança pelo consumo de água não estaria sendo feita corretamente desde sua instalação, segundo apurado pela comissão até o presente momento. 
Não compareceram na convocação da CPI, Horácio Dávila que justificou a sua ausência por motivo de falecimento de um familiar, Marco Aurélio Mariano por motivos de saúde e João Carrets , que segundo a presidência da comissão não enviou nenhum tipo de justificativa para sua ausência .

Por: Matias Moura - redacao@jornalaplateia.com - 14/06/2017 às 9:36

 

Deixe seu comentário

Pesquisar