PUBLICIDADE

Esporte

Filma EU!

Uma disputa midiática. Assim podemos conceituar os últimos acontecimentos envolvendo o depoimento do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva com respeito aos casos da Lava Jato. Pretendendo outras reações, a defesa do ex-presidente até que tentou autorização para uma filmagem própria com relação a imagem do Juiz, mas a resposta foi negativa.
“Será mantida a forma de gravação atual dos depoimentos, focada a câmara no depoente, pois é o depoimento a prova a ser analisada, e fica vedada a gravação em áudio e vídeo autônoma pretendida pela Defesa de Luiz Inácio Lula da Silva”, disse o juiz. Sérgio Moro ainda relatou que este procedimento – de gravar os depoimentos com o foco no depoente – é adotado por toda a Justiça Federal da 4ª Região.
Além da filomagem ficar fora do foco, o Juiz ainda proibiu que militantes ou amigos fizessem acampamento e tornassem o caso ainda mais explorado, uma certa incongruência, já que tempos atrás o mesmo Juíz fez a liberação de áudios e gravações de investigados para a mídia.
É de se estranhar também que, desautorizado acampamentos e filmagens da própria defesa, autoridades da Lavo Jato convocam coletiva de imprensa e liberam arquivos sobre as suas descobertas. A defesa (independente de quem representem) fez um pedido baseado naquilo que se tornou comum, mas a Justiça respondeu na condição de quem ainda tem as rédeas dessa carroça. Não adianta recorrer pra juíz agora, o pedido é FILMA EU GALVÃO!

Por: - 09/05/2017 às 9:56

 

Deixe seu comentário