Jornal A Plateia - Livramento/RS. Notícia - Campanha de vacinação contra Febre Aftosa começa no estado

Pesquisar

 

Rural

Rural

Campanha de vacinação contra Febre Aftosa começa no estado

Teve início, no dia 1º de maio, no Rio Grande do Sul, a Campanha de vacinação Contra a Febre Aftosa, a meta da secretaria estadual de Agricultura, Pecuária e Irrigação é, de que até o dia 30 deste mês, 13,6 milhões de cabeças de gado sejam imunizadas . Neste ano, o governo gaúcho não fornecerá vacina para os pequenos produtores; e o custo da imunização terá que ser arcado pelos proprietários De acordo com o diretor do Departamento de Defesa Agropecuária, Antônio Ferreira Neto, o governo estadual não fornecerá a vacina para os pequenos produtores, ao contrário do que vinha sendo feito nos últimos anos. No ano passado, a segunda etapa da vacinação já não foi custeada. “Em 2017, o investimento do Estado será na divulgação, conscientização e fiscalização”, afirma.
Já o secretário Ernani Polo, titular da pasta, o mais importante do que subsidiar a vacina é a conscientização do produtor. “Estamos caminhando na direção de sermos livres de aftosa sem depender da vacinação”, ressaltou, ao explicar que a decisão não é política e, sim, técnica. “A retirada da vacina colocará o Rio Grande do Sul em outro patamar de status sanitário. E isso é positivo, abre mercados, possibilita novos negócios”,  avalia Polo.
Ao todo, 330 mil propriedades rurais devem participar da campanha, no território gaúcho. “A orientação é de que todo o rebanho, bovino ou bufalino, seja vacinado até o fim do mês, independente da idade do animal”, frisou  Neto.

Foco

O último foco de febre aftosa, no Rio Grande do Sul, foi em 2001. “Estamos há 16 anos sem a doença e isso é resultado da participação do produtor”, avalia o diretor. Hoje, o índice de vacinação chega a 97% da meta traçada pela secretaria.

Em Livramento

Segundo a chefe da inspetoria do município, Dra Karen Areválo, deverão ser vacinados todos os animais bovinos e bubalinos. A inspetoria tem como meta fiscalizar cerca de 50 propriedades. Para maiores informações sobre a campanha, ligue para a (55) 3242-4551.

Por: Matias Moura - redacao@jornalaplateia.com - 05/05/2017 às 10:11

 

Deixe seu comentário

Pesquisar