PUBLICIDADE

Rural

Campanha de vacinação contra Febre Aftosa começa no estado

Teve início, no dia 1º de maio, no Rio Grande do Sul, a Campanha de vacinação Contra a Febre Aftosa, a meta da secretaria estadual de Agricultura, Pecuária e Irrigação é, de que até o dia 30 deste mês, 13,6 milhões de cabeças de gado sejam imunizadas . Neste ano, o governo gaúcho não fornecerá vacina para os pequenos produtores; e o custo da imunização terá que ser arcado pelos proprietários De acordo com o diretor do Departamento de Defesa Agropecuária, Antônio Ferreira Neto, o governo estadual não fornecerá a vacina para os pequenos produtores, ao contrário do que vinha sendo feito nos últimos anos. No ano passado, a segunda etapa da vacinação já não foi custeada. “Em 2017, o investimento do Estado será na divulgação, conscientização e fiscalização”, afirma.
Já o secretário Ernani Polo, titular da pasta, o mais importante do que subsidiar a vacina é a conscientização do produtor. “Estamos caminhando na direção de sermos livres de aftosa sem depender da vacinação”, ressaltou, ao explicar que a decisão não é política e, sim, técnica. “A retirada da vacina colocará o Rio Grande do Sul em outro patamar de status sanitário. E isso é positivo, abre mercados, possibilita novos negócios”,  avalia Polo.
Ao todo, 330 mil propriedades rurais devem participar da campanha, no território gaúcho. “A orientação é de que todo o rebanho, bovino ou bufalino, seja vacinado até o fim do mês, independente da idade do animal”, frisou  Neto.

Foco

O último foco de febre aftosa, no Rio Grande do Sul, foi em 2001. “Estamos há 16 anos sem a doença e isso é resultado da participação do produtor”, avalia o diretor. Hoje, o índice de vacinação chega a 97% da meta traçada pela secretaria.

Em Livramento

Segundo a chefe da inspetoria do município, Dra Karen Areválo, deverão ser vacinados todos os animais bovinos e bubalinos. A inspetoria tem como meta fiscalizar cerca de 50 propriedades. Para maiores informações sobre a campanha, ligue para a (55) 3242-4551.

Por: Matias Moura - redacao@jornalaplateia.com - 05/05/2017 às 10:11

 

Deixe seu comentário