PUBLICIDADE

Esporte

Do Armour para o mundo

Garotos começaram trajetória no futebol em Santana do Livramento. Eles sonham com futuro de profissional no esporte

José Pedro, Rafael e Anderson. Três jovens diferentes, mas com uma ambição em comum: brilhar no futebol. Oriundos das categorias de base do Armour F. C., atualmente eles continuam suas jornadas no esporte em Pelotas, no Progresso F. C.
A diferença é visível na preferência por jogadores de futebol. José Pedro tem como referência Neymar; Rafael se espelha em Dani Alves; Anderson curte Cristiano Ronaldo.
Por meio de frases diferentes, a revelação do sonho em comum:
“Quero sair de lá (do Progresso) para um time grande e se Deus quiser vou conseguir”, afirma José Pedro Moreira de Oliveira, 15 anos.
“Meu sonho é ser jogador de futebol, para mim é um sonho”, enfatiza Anderson Dias Prates, de 14 anos.
Rafael Marfetan Pires, 14 anos, o mais contido dos três, revela seu desejo em ser um grande jogador pela referência que tem em Daniel Alves, titular da lateral-direita da Seleção Brasileira.
“Olho alguns vídeos dele e tento me espelhar”, revela.

Incentivo

José Pedro, Rafael e Anderson começaram no Armour. José Pedro e Rafael foram no começo do ano para Pelotas, enquanto Anderson se mudou em março. Os dois primeiros, inclusive, já disputaram torneio pelo Progresso.
José Pedro, que prefere jogar no meio-de-campo, quando pela categoria Sub-17, acredita que teve bom rendimento pelo Sub-15, em função diferente, de falso centroavante: “Acho que fui muito bem. Em sete jogos, fiz seis gols. Ajudei muito o time”, destaca.
Rafael também acredita que aproveitou a oportunidade, pois acabou o campeonato como titular, sendo deslocado para a lateral-direita, onde se deu bem. “Sim foi bom. No torneio não era titular, mas melhorei e agora sou titular”, conta.
Os trio tem o incentivo de Aimoré Belmonte, presidente do Armour F. C. Conforme o presidente, este é “um momento gratificante, porque com nosso trabalho, que vem desde 2012, quando inaugurou o projeto de categorias da base, agora do ano passado para cá começamos a colher frutos”, diz.

Por: Marcel Neves - marcelneves@jornalaplateia.com - 19/04/2017 às 9:19

 

Deixe seu comentário