PUBLICIDADE

Geral

Com mais de 1.300 veículos, depósito do Detran sofre com a falta de espaço

Dados obtidos junto ao Departamento apontam grande número de veículos com processos administrativos

Nos últimos meses, houve um aumento no número de veículos removidos para o depósito do Detran em Sant’Ana do Livramento, CRD Garcia, de acordo com dados divulgados pela Assessoria Técnica do Departamento. Com 1.327 veículos, o espaço físico do depósito está próximo de se tornar insuficiente. São inúmeros automóveis esquecidos no local, aguardando que seus proprietários quitem os débitos e retirem os mesmos. Entre os dados obtidos no último dia 09, o depósito de Livramento aponta algumas peculiaridades, como o grande número de veículos estrangeiros abrigados no local, que contabilizam 46,2% de toda a frota.

Os números e as tentativas de esvaziar o local

Ao todo, 965 motocicletas, 355 veículos em geral e 7 veículos pesados ocupam o depósito. Em sua maioria, em função de processos administrativos. A aglomeração deste grande número de veículos se deve em função de que a retirada dos mesmos funciona de acordo com cada situação. Buscando desafogar os depósitos, a nova lei de Código de Trânsito Brasileiro, em vigor desde o dia 1º de novembro do ano passado, fez modificações quanto ao prazo de retirada.  Agora, veículos removidos por infração de trânsito podem ser leiloados em 60 dias, diferentemente do que acontecia anteriormente, quando o prazo era de 90 dias. Além disso, os veículos podem ser reciclados no prazo de um ano. Em março, um leilão na cidade de Bagé contemplará algumas motocicletas do depósito de Livramento, diminuindo um pouco a frota do local.

Os veículos de origem estrangeira

Atualmente, 614 veículos de origem estrangeira ocupavam as dependências do depósito, sendo 602 motocicletas e 12 veículos em geral. A maioria deles encontravam pendências em função de processos administrativos, como infrações de trânsito. De acordo com Sérgio Garcia, administrador do depósito, os veículos não são retirados do local em função de que na maioria das vezes, o valor das infrações supera o valor dos veículos. Conforme a assessoria técnica do Detran, os veículos estrangeiros não podem ser leiloados e são encaminhados para reciclagem depois de um ano.

O aumento dos números

O maior rigor na fiscalização do trânsito também reflete dentro do depósito. Somente nos meses de novembro e dezembro de 2016, houve um aumento no número de veículos removidos para o depósito. Em novembro, 115 veículos foram removidos em função de infrações, seguidos de 133 no mês seguinte. Coincidentemente, foi justamente neste período que a realização de blitze promovidas pela Secretaria Municipal de Trânsito foi intensificada na cidade. Enquanto isso, no mês de outubro, 86 veículos foram removidos ao depósito em função de processos administrativos.

 

Por: Jéssica Ribeiro - jessica@jornalaplateia.com - 11/01/2017 às 9:43

 

Deixe seu comentário