PUBLICIDADE

Duda Pinto

VIVA ÀS PRAÇAS

A engenheira agrônoma Circirene de Prieto está coordenando o projeto da administração municipal “Viva às Praças”, que visa à revitalização das nossas tão abandonadas praças. O projeto é uma parceria com empresas privadas que irão adotar as praças. A primeira que está sendo enfeitada é a praça General Osório, como mostra a foto da Circe e seus colaboradores. A segunda será a praça José Bonifácio. Além de plantarem árvores nativas e também flores, a ideia é a recolocação de brinquedos para as crianças. Portanto, se você, minha leitora e meu leitor, quiser colaborar e ajudar a galera a plantar pode entrar em contato. Toda a ajuda é válida. 

TERMINAL

Os turistas que chegam e saem do Brasil estão maravilhados com o novo terminal localizado no Shopping Siñeriz. Teve uns nativos da Fronteira que não gostaram e até criticaram. Mas, cá pra nós, foi um verdadeiro gol de placa. Com todo o respeito.

CORRIDA

O nosso Marquinhos Costa, que pelo segundo ano correu a San Fernando em Punta Del Este, teve dois torcedores super especiais, os empresários Paulo e Sabrina Barão. O Marquinhos ficou no segundo lugar nos 5 mil metros. Parabéns...

FRIO

A onda de frio na Europa contradiz todas as teses de que a terra está aquecendo, ou seja, o famoso aquecimento global. O apaixonado por meteorologia, o santanense Rafael Dable, tem uma tese de que este tal de aquecimento não existe, e sim uma questão econômica. Na Itália, Polônia e Suíça tem se concentrado as menores temperaturas ultrapassando em alguns lugares os 30 graus negativos, ou seja abaixo, de zero. Neste período já morreram mais de 20 pessoas por lá que não resistiram ao frio e a maioria deles moradores de rua.

COLETE

Os riverenses não perderam tempo e fizeram uma música que já viralizou nas redes sociais protestando contra o uso dos coletes reflexivos para os motociclistas.

PRISÕES

Mais do que nunca está comprovado que vivemos numa sociedade injusta e desigual e a falência do serviço carcerário e prisional no Brasil está comprovada, e que merece urgente uma reorganização. Os  assassinatos de pelo menos 95 presos em estabelecimentos prisionais do Amazonas e de Roraima motivaram juízes estaduais a determinar a soltura de um grupo de presos que os magistrados consideram não oferecer risco à população. No Amazonas, o juiz plantonista Leoney Figlioulo Harraquian atendeu ao pedido da Defensoria Pública estadual e ordenou a soltura de sete homens que estavam detidos em unidades prisionais de Manaus por não pagarem pensão alimentícia. Em sua decisão, o magistrado anotou que levou em conta a atual crise do sistema prisional amazonense, onde, desde o primeiro dia do ano, pelo menos 64 presos foram mortos.

 

Por: dudapinto@terra.com.br - 10/01/2017 às 10:10

 

Deixe seu comentário

Outras Notícias

+ Notícias