PUBLICIDADE

Política

Prefeito emite decreto de contenção de gastos

Decreto foi emitido no dia (3) e tem como objetivo diminuir os gastos e gerar economia de receita. Segundo o secretário de Administração, a atual situação financeira do Município será apresentada em um balanço após um mês de governo

O prefeito municipal,  Ico Charopen emitiu, no dia 3 de janeiro, um decreto que estabelece medidas para contenção de gastos. O objetivo desta ação é evitar a perda de receita e economizar em determinadas áreas. Segundo o documento ficam vedados durante o período de 180 dias, por integrantes do Poder Executivo municipal, os gastos referentes a despesas com diárias de viagens para fora do estado e aquisição de passagens aéreas, horas extras, contratação ou renovação de contratos de consultoria, realização de contratos de serviços terceirizados e celebração ou prorrogação de convênios que impliquem em despesas para o Município.
Um dos pontos que mais chamam a atenção no decreto é o item que impede a realização de novos contratos de aluguel de imóveis e equipamentos, sendo que é sabido de todos que o Município gasta altos valores em aluguel de prédios e salas para as secretarias.

Ainda ficado vedado o gasto com pequenas despesas acima do valor de 4.000.00 (quatro mil reais) e contratação de obras e instalações.
O decreto também proíbe a abertura  de concurso público ou processo seletivo no período de 180 dias, criação, alteração ou reestruturação de quadro pessoal e nomeações para cargos efetivos. Ainda proíbe a contratação temporária ou assinatura de contratos emergências bem como a contratação de estagiários.

De acordo com o secretário de Administração, Fernando Linhares, essa medida tem como objetivo equilibrar as contas públicas. Ainda segundo ele, é muito cedo para se divulgar um balanço oficial da situação financeira do Município, até porque os secretários estão ficando a par do andamento de cada pasta. Neste período referente às primeiras semanas de trabalho de cada uma das secretarias, cada secretário está realizando um levantamento minucioso que, após o primeiro mês de atividade, será divulgado de forma oficinal para toda a comunidade através da imprensa. “Ainda é bastante cedo para divulgar números oficiais, estamos ficando a par da situaçã. Cada secretaria está realizando um balanço, que será divulgado após o primeiro mês de governo, aí teremos os números oficiais da real situação financeira do Município“, disse Fernando Linhares.

Por: - 10/01/2017 às 9:30

 

Deixe seu comentário