PUBLICIDADE

Denúncia

Secretária aponta irregularidades na Educação

Desde casos envolvendo desvio de função, sumiço de valores para construção de quadras esportivas e defasagem em veículos do transporte escolar

A nova gestão mal começou a trabalhar e já encontrou diversos problemas em secretarias e repartições públicas. Ainda sentindo os reflexos de uma transição governamental, os secretários municipais aos poucos vão tomando conhecimento da estruturação de cada pasta. Entre os pilares mais importantes do Município está a Secretaria de Educação, responsável diretamente pelo andamento e estruturação das escolas e creches de Livramento. Num primeiro balanço feito através de coletas de informações, a secretária de Educação, Ruth Pereira Costa, diz ter encontrado diversas irregularidades em sua pasta, como desvio de função, problemas com  veículos escolares e valores destinados à construção de quadras cobertas para escolas. Em entrevista ao Jornal A PLATEIA, a secretária confirmou o desvio de função de pelo menos 12 funcionários da Educação que foram contratados como pedreiros e estão trabalhando como rondas em outras secretarias, inclusive na vigilância e segurança da Usina de Asfalto. ”Foram contratados 24 pedreiros para a educação e pelo menos 12 deles estão em desvio de função, uns estão trabalhando como rondas na Praça Flores da Cunha, outros na Usina de Asfalto, e teve gente contratada como pedreiro que está trabalhando até no setor de compras“. Ruth comentou sobre a situação dos veículos do transporte escolar rural e disse que ainda é muito cedo para se fazer um panorama da situação, pois existem questões que ainda precisam ser conhecidas por ela e pelo novo prefeito. ”Na questão do transporte vários contratos estão sendo previstos e já estamos atentos à questão da frota, nós temos nove veículos que sãos ônibus escolares em funcionamento e nove que estão bastante sucateados, então nós estamos fazendo um levantamento por questões de manutenção e oficinas para que a gente possa estar fazendo uma manutenção constante na frota”, comentou.

Outra questão exposta pela secretária foi sobre uma verba no valor R$500,000,00 reais (quinhentos mil reais) destinada à construção de quadras esportivas cobertas em escolas municipais e, segundo ela, as obras não foram iniciadas e há na conta da Secretaria a quantia de R$150,000,00 reais (Cento e cinquenta mil reais) somente, sendo que até o momento não se sabe onde estão os outros R$350,000,00 reais (Trezentos e cinquenta mil reais). “Ainda estou ficando a par da situação, não visitei nenhuma escola ainda e as informações que possuo são através de conversas com os professores. Mas, a gente já ficou a par de algumas obras que foram licitadas e não foram adiante. Ficamos sabendo de valores, inclusive, que já foram liberados como é o caso da verba para a construção dessas quadras cobertas paras as escolas, inclusive uma delas era para ser construída na Escola Municipal de Ensino Fundamental Celia Irulegui. São verbas legais e não foram usadas para tal fim, porque no Celia não tem nada lá. A verba era de 500 mil e só tem 150 mil de saldo na conta bancária, conforme o documento que me passaram. Fui informada também que a secretária da Fazenda está realizando um levantamento sobre este assunto e, em breve, estará divulgando um balanço geral da situação financeira desta secretaria“.
Na entrevista ainda foi divulgado pela nova secretária da pasta a compra de um veículo destinado à Educação, que não foi pago.

Por: - 07/01/2017 às 9:40

 

Deixe seu comentário